top of page

Começa a reforma da Torre Norte da Catedral



Obra é realizada através de emenda do deputado federal Daniel Trzeciak


Teve início o restauro da Torre Norte da Catedral Metropolitana de São Francisco de Paula, em Pelotas, com previsão de entrega em três meses. A recuperação acontece dez meses após o deputado federal Daniel Trzeciak ter destinado emenda no valor de R$ 300 mil para a execução do projeto. Nesta sexta-feira à tarde o parlamentar visitou o local para acompanhar o começo da intervenção.


A obra foi lançada depois de o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) contratar o serviço de restauro através da emenda. A Catedral é um bem pertencente ao conjunto urbano do Centro Histórico de Pelotas e foi tombado pelo Iphan em 2018. O trabalho teve início dia 20 de março e soma-se a outras ações que já vêm sendo realizadas no local.


O deputado conversou com o pároco da Catedral e vigário geral, padre Luiz Boari, e a arquiteta Simone Neutzling, que deram detalhes do investimento. A ideia é que, depois de pronto, o espaço tenha um memorial acessível à comunidade. Ao caminhar pelos andares até o ponto mais alto da Catedral, Trzeciak teve contato com as técnicas e os detalhes da forma como o imóvel foi construído à época, como os barrotes colocados sobre o madeiramento.


A reforma, comentou, será fundamental para garantir a preservação de um dos patrimônios mais belos e importantes de Pelotas, que poderá voltar em breve a ser admirado por toda a comunidade e as futuras gerações. O padre Boari destacou a sensibilidade do parlamentar ao reconhecer a importância do imóvel para a cidade e destinar o recurso.


Referência urbana


A Catedral São Francisco de Paula é uma das principais referências urbanas de Pelotas. A igreja começou a ser construída no final de 1813, primeiro como uma capela. No início da década de 1850 foram concluídas as tribunas, o consistório e as Torres Sul e Norte. Já nas décadas seguintes a capela-mor e o consistório receberam obras de madeiramento, as tribunas foram reformadas, foi construído o retábulo e colocado o assoalho.

A elevação à Catedral aconteceu em 1910, por indicação do Papa Pio X. Mais duas reformas foram realizadas nas primeiras décadas do século XX, entre 1915 e 1919, e em 1933. A capacidade foi ampliada de 700 para 1,7 mil pessoas.


Em 1948 iniciaram-se as novas obras de ampliação, concluídas em março de 1950. Nesse mesmo ano foi inaugurada a decoração interna, realizada pelos artistas italianos Aldo Locatelli, Emilio Sessa e Adolfo Gardoni. Em 1951 a Catedral foi oficialmente concluída, com a instalação do novo altar-mor importado de Bérgamo, terra natal de Locatelli. Desde então, a edificação possui as características arquitetônicas e artísticas que persistem até os dias de hoje, com área construída consolidada em 2.626,27 m². (Fonte: Iphae)


As intervenções mais atuais


2008 - Revitalização da Praça José Bonifácio, onde está a Catedral

2009 - Elaboração do projeto de restauro total da edificação

2011 - Tombamento estadual da Catedral

2012 - Restauração do Salão Paroquial São José

2015 - Ações de manutenção e conservação do vários elementos

2016 - Restauro das janelas em madeira da secretaria, sacristia e do Salão São José

2017 - Inauguração do Memorial da Torre Norte

2018 - Tombamento federal da Catedral

2022 - Lançamento da campanha para recuperar o assoalho da igreja


***


Deixe suas sugestões para o mandado em nossas redes sociais: Facebook Instagram Twitter

Mande uma mensagem para nosso WhatsApp: (53) 99945-9045


_


Texto: Jarbas Tomaschewski

Foto: Lucian Brum

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page