Indicação de recursos para Cuidados Paliativos em Pelotas


Emenda do deputado federal Daniel Trzeciak reforça o andamento do projeto da Unidade de Cuidados Paliativos



Um reforço importante para manter a continuidade das obras e levar à conclusão do Hospice da Unidade de Cuidados Paliativos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), onde serão atendidos usuários da rede de saúde pública de Pelotas e da região, que apresentam doenças crônicas avançadas, incluindo seus familiares e cuidadores. A reitora da UFPel, Isabela Fernandes Andrade, e a coordenadora da unidade, médica Julieta Fripp, receberam na manhã desta segunda-feira (07/03) a confirmação de emenda de R$ 271.007,00 do deputado federal Daniel Trzeciak (PSDB), para investimento na área destinada ao atendimento exclusivo de cuidados paliativos.


O projeto está em andamento na antiga Laneira, avenida Duque de Caxias, no bairro Fragata. Contempla área de 1,6 mil metros quadrados e contará com 20 leitos, sala de procedimentos e assistência com equipe multiprofissional. A construção teve início em 2014, foi interrompida em 2017 e retomada dois anos depois. Com o recurso da emenda, projeta-se concluir o primeiro andar, avalia a coordenadora Julieta Fripp. O parlamentar, a reitora e a médica percorreram as instalações do local nesta segunda-feira.


"Quero agradecer muito, em nome da UFPel, por esse teu esforço em nome da educação", disse a gestora da universidade, ao receber a indicação da emenda. "Essa união é fundamental. Estamos chegando (através do recurso) mais perto do projeto", complementou a médica. Trzeciak destacou a importância de possibilitar investimentos em áreas estratégicas à população, como a saúde. "O recurso não é do deputado, é de todos. Quero reafirmar meu compromisso com a UFPel", pontuou.


O futuro Hospice está sendo construído junto à área onde funciona atualmente a Unidade Cuidativa, no local desde 2017. Em suas dependências são oferecidas Práticas Integrativas e Complementares (PIC) regulamentadas pelo Ministério da Saúde, através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), como reiki, acupuntura, arteterapia, plantas medicinais, hortas, dança circular, meditação e grupos terapêuticos. Os atendimentos aos pacientes contam com o apoio de docentes da UFPel, por meio de atividades de extensão.

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo