Liberdade de expressão dentro da política

Por: Daniel Trzeciak


Quando você conversa com alguém sobre determinado assunto polêmico, certamente há conflito de ideias. Isso não quer dizer que você tenha razão e o seu interlocutor não. A divergência é natural. Faz parte.


O fato é que, primeiro, devemos saber ouvir. Depois, discordar hoje não impede de convergir amanhã. Se prevalecerem rusgas desse processo todo, a ponto de desfazer uma amizade, ou partir para a agressão física, ou mesmo desqualificar quem nos critica, daí penso que não estaremos prontos para suportar uma liberdade de expressão na sua plenitude, democraticamente aceita.


A relação na política não é diferente. Ter votado num candidato não quer dizer que você concorde com tudo, muito menos que seja conivente com seu comportamento durante a gestão. O contraditório faz parte, como dito, e faz bem. A democracia, como o pilar essencial para a construção de uma sociedade com menos desigualdades, atinge seu crescimento e sua maturidade com o dissenso. É o que ocorre num partido político: tolerar para avançar; divergir para crescer.


Quem pensa diferente não é meu inimigo. Precisamos, sim, restabelecer a ordem e o progresso. Mas não é com agressão, não é reduzindo o significado das instituições, nem mesmo legitimando manifestações que mascaram duvidosos interesses por trás. É com diálogo e moderação. Viver em harmonia é saber ouvir e respeitar a opinião do outro. Não precisamos criar rótulos para identificar pessoas. Chamar de comunista todo aquele que se opõe às ideias do presidente Bolsonaro é o mesmo que chamar de fascista aquele que se opunha às ideias dos ex-presidentes Lula e Dilma. Uma ideologia cega, seja de que extremo for, não pode destruir bons frutos de um lado e de outro.


Em toda divergência há um ponto de consenso. O desafio é descobri-lo e, ainda mais, aceitá-lo.


Torço e trabalho para que o Brasil dê certo. Torço e trabalho para que vivamos em uma sociedade que não julgue fatos iguais com dois pesos e duas medidas; que também não se deixe ficar só na base do oito ou oitenta.







53 visualizações
  • WhatsAPP
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Flickr

Receba as atualizações do nosso mandato

© Assessoria de Comunicação Deputado Federal Daniel Trzeciak