Milhas do Bem devolve recursos à comunidade


Entrega de um fogão industrial para Escola José Álvares de Azevedo, vencedora dessa edição.



Em três anos de mandato, sete instituições da Zona Sul já foram beneficiadas com o projeto Milhas do Bem, iniciativa do deputado federal Daniel Trzeciak que reverte em produtos as milhas aéreas acumuladas nas viagens parlamentares. As entregas da edição 2021 foram concluídas e contemplaram duas escolas que atendem pessoas com deficiência visual, em Pelotas e Rio Grande. O projeto tramita ainda na Câmara dos Deputados para se tornar lei nacional.


A primeira colocada da edição 2021, Escola de Educação Especial José Álvares de Azevedo, recebeu um fogão industrial. O equipamento chegou em boa hora à instituição rio-grandina. “Estamos em obras na cozinha da escola. Quando vimos que um dos possíveis prêmios do primeiro lugar do Milhas do Bem era um fogão industrial, os nossos olhos brilharam. Quando a gente caminha na linha certa, as coisas boas vão acontecendo, pessoas boas vão entrando no nosso caminho. Essa tua iniciativa (Daniel) é muito boa e muito poderosa”, disse Flávio de Figueiredo Júnior, presidente da escola, ao receber o prêmio do deputado.

Trzeciak destacou a importância de combater privilégios na prática e cortar na "própria carne”, afinal, são recursos públicos. “Precisamos contaminar a política com bons exemplos, propagar a ideia. Temos que pensar no diferencial, em fazer diferente do que a maioria faz. Fico feliz", afirmou, durante a solenidade em Rio Grande.

Já a Escola Louis Braille, segunda colocada na votação por enquete, foi contemplada com um air fryer (fritadeira elétrica), entregue ao presidente Dilmar Rodrigues, que agradeceu e destacou o apoio do deputado ao longo dos anos. Também presente no ato, a diretora da escola, Ana Berenice Reis, elogiou o Milhas do Bem. "É esse exemplo de atitude que a gente precisa. Reverter em benefício das entidades".





VOTOS

A José Álvares de Azevedo conquistou o primeiro lugar com 1.122 votos (63,1%) e foi contemplada com 100 mil milhas. Também participaram da entrega as diretoras Karine Fernandes e Glaucia Pinho, e o suplente a vereador do PSDB Rio Grande, Jeverson Franco, o Botinha. A Louis Braille, segunda colocada na edição 2021, obteve 656 votos (36,9%) e recebeu 50 mil milhas.


AS INSTITUIÇÕES

Escola de Educação Especial José Álvares de Azevedo - Atende há 60 anos pessoas com deficiência visual e obtém seus recursos, para manter a estrutura e a assistência, através da contribuição de sócios e de convênios. Além do ensino regular do 1º ao 4º ano, oferece orientação e mobilidade, atividade da vida diária, simbologia Braille, estimulação precoce, informática, esportes adaptados e oficinas de terapia, como musicoterapia, artesanato, cerâmica, grupo de convivência e coral.


Escola Louis Braille - Próximo de completar 70 anos, também oferece atendimento a pessoas com deficiência visual. Trabalha com estimulação, pré-escola, escolarização regular e atendimento adulto. No Braille funciona também o Centro de Reabilitação Visual (CRV), onde o público de mais de 20 municípios da Zona Sul realiza consulta e recebe orientação.


BONS RESULTADOS

Desde o início do mandato do deputado Daniel Trzeciak, sete instituições já foram contempladas com o projeto. Em 2019, 200 mil milhas foram doadas a três instituições filantrópicas de Pelotas: Cerenepe, Asilo de Mendigos e Escola Especial Alfredo Dub. Em 2020, já durante a pandemia, as viagens aéreas foram reduzidas e, portanto, as milhas da mesma forma. Nessa edição, duas instituições assistenciais participaram: AApecan Pelotas (Associação de Apoio a Pessoas com Câncer) e o projeto social Garotos da Lagoa, também de Pelotas (trabalho de iniciativa esportiva e cultural em prol de crianças e adolescentes carentes).


PROJETO DE LEI

O Milhas do Bem pode ter seu retorno social ampliado para todo o Brasil. Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) 5.963/2019, que dispõe sobre a utilização dos prêmios ou créditos de milhagem decorrentes da aquisição de passagens aéreas por órgãos públicos da União. De autoria do deputado Daniel Trzeciak, o PL regra o uso das milhas pelos agentes públicos. Confira:


Artigo 1º - Os prêmios ou créditos de milhagem oferecidos pelas companhias de transporte aéreo, quando resultantes de passagens adquiridas com recursos públicos da administração direta ou indireta de qualquer dos Poderes da União, bem como do Ministério Público da União, destinar-se-ão a beneficiar projetos sociais de fomento à cultura, ao esporte, à educação ou ao combate a moléstias graves ou outras situações de vulnerabilidade social.


Artigo 2° - Banco de dados, unificado e de acesso público, reunirá as informações sobre a emissão de passagens aéreas de que trata o

art. 1°.

Parágrafo único. Cada ente público tratado no art. 1°, conjuntamente ou não com outros órgãos públicos, organizará cadastro próprio das informações de que trata o caput, bem como escolherá os projetos sociais beneficiados.


Art. 3º O processo de escolha dos projetos sociais observará, especialmente:

I - a descentralização das ações;

II - o atendimento equânime dentre as regiões do país;

III - a universalidade de atendimento; e

IV - a atenção prioritária a crianças, jovens e idosos.



Entrega de um um air fryer (fritadeira elétrica) para Escola Louis Braille



***

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo