top of page

Questionando o ministro da Previdência, Carlos Lupi


Deputado Daniel Trzeciak cobra solução para tirar 900 mil pessoas da fila do INSS


O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, compareceu na manhã desta quarta-feira (26/04) à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados. Além de falar sobre o tema "Desconto sindical e mudança na previsão de gastos com o INSS em 2023", Lupi também respondeu a questionamentos dos parlamentares. Titular da Comissão, o deputado federal Daniel Trzeciak cobrou soluções para reduzir a fila de quase um milhão de pessoas que aguardam atendimento do INSS e o posicionamento do Governo sobre a regulamentação do serviço por aplicativos no país.


Em sua fala, Trzeciak lembrou que para a população na fila de espera não interessa se o Governo é A, B ou C. "O seu João, a dona Maria, que estão lá no meu estado, o Rio Grande do Sul, ou estão no Norte do país, eles não querem mais esperar dois anos por uma perícia, um auxílio do INSS. Eles não querem mais chegar no INSS e não ter servidor para atender, (encontrar) o sistema estar instável", criticou o deputado.


Sobre o desconto de quem trabalha por aplicativo, o ministro se disse favorável à proposta, mas o assunto também envolve outros ministérios.


Confira os principais trechos da conversa:


Daniel Trzeciak: O senhor deu uma entrevista segunda-feira (24/04) e disse: "Precisamos de recursos para bancar a redução da fila". Teve uma reunião com o ministro da Economia (Fernando Haddad), e se não tiver essa suplementação orçamentária, essas 900 mil pessoas que aguardam e que o senhor promete ao longo de 2023 resolver o problema, seguirão na fila aguardando um auxílio?


Carlos Lupi: Quando fui levar essa semana ao ministro da Fazenda a preocupação de que a solução para a fila acarretaria em mais (em média) 900 mil benefícios, eu quis alertar para as providências que a gente precisa tomar para resolver isso. Não é concebível que o Governo, que eu faço parte, não tenha condições de encontrar solução que não deixe essas pessoas atendidas pela Previdência Social. É claro que isso vai passar pelo Congresso Nacional. Provavelmente vamos ter que apresentar de onde vai vir o recurso. O meu papel, como ministro da Previdência, é como você falou aqui: é resolver a fila. Quando estou me dando o desafio de dizer que até o fim do ano eu vou ter a fila no limite de 45 dias, estou me autocobrando por isso, dando limite pro meu trabalho e cobrando a minha equipe.


Daniel Trzeciak: O senhor teve uma reunião em fevereiro e falou sobre regular o serviço por aplicativo. Como está o andamento desse grupo de trabalho?


Carlos Lupi: A tarefa maior dessa questão é do Ministério do Trabalho. Como ministro da Previdência, eu falei: você tem dois milhões de pessoas, até mais, que trabalham por aplicativo. Se a gente regulamentar isso eu vou ter mais receita, porque é mais gente contribuindo. Foi isso que eu falei. Eu sou a favor. Agora, tem que descobrir uma fórmula. Porque não pode só o trabalhador do aplicativo, que do meu ponto de vista já é explorado, pagar o que não tem. Tem a grande multinacional, que usa sua marca para explorar eles, pagar a parte dela.


***

Deixe suas sugestões para o mandado em nossas redes sociais: Facebook Instagram Twitter

Mande uma mensagem para nosso WhatsApp: (53) 99945-9045



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page