top of page

Fortalecimento para pesquisa do arroz na Zona Sul


"Precisamos construir os melhores caminhos para fomentar a pesquisa do arroz, tenho certeza que o resultado chegará ao consumidor final”



Ocorreu na tarde de hoje (18) uma reunião entre representantes do setor orizícola e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Na oportunidade, foram apresentados indicativos sobre a produção de arroz no Rio Grande do Sul e reforçada a necessidade de fortalecer o investimento em pesquisas para aprimoramento da produção do cereal no estado.


O deputado federal Daniel Trzeciak (PSDB) intermediou presencialmente o diálogo junto à ministra Tereza Cristina e ao corpo técnico do Ministério. O parlamentar entregou um ofício sugerindo aplicação de recursos por parte do MAPA para benefício e fomento da atividade orizícola na região sul do Rio Grande do Sul, via Embrapa Clima Temperado - Estação Experimental Terras Baixas.


A Embrapa Clima Temperado, localizada em Pelotas, através de suas pesquisas, contribuiu nos últimos anos para a possibilidade de dobrar a produtividade do arroz irrigado em terras baixas. Na região é realizada anualmente a Abertura da Colheita do Arroz, maior evento do setor orizícola no Brasil.


Em sua fala, a ministra Tereza Cristina afirmou: “Eu sei da importância do setor, trabalhei no início do meu mandato, em viagens internacionais, oferecendo o grão para outros países. Concordo plenamente em colocar dinheiro na pesquisa, é o momento de vermos para onde nós queremos ir com o arroz, e saber o que precisamos para produzir mais”.


Como mediador da reunião, o deputado federal Daniel Trzeciak finalizou: “O Rio Grande do Sul é responsável por mais de 70 % da produção do arroz que é consumido no Brasil. Precisamos construir os melhores caminhos para fomentar a pesquisa do arroz, tenho certeza que o resultado chegará ao consumidor final”.


Participaram da reunião os seguintes representantes do setor orizícola: André Ferreira Ziglia, representando a empresa Camil Alimentos; Dilnei Sander Portantiolo, representando a empresa Arrozeira Pelotas; Gilsomar Farias da Silveira, representando a empresa Josapar; Andressa de Sousa e Silva, representando a Abiarroz - Associação Brasileira da Indústria do Arroz; Tiago Sarmento Barata, representando o Sindarroz - Sindicato da Indústria do Arroz no RS; Fernando Rechsteiner, representando o Sindicato Rural de Pelotas; Giancarlo Fagundes dos Santos Silva, representando o Sindapel - Sindicato das Indústrias de Arroz de Pelotas; Elio Jorge Coradini Filho, Presidente do Sindicato das Indústrias do Arroz do RS. Pelo MAPA participaram, além da ministra, o Secretário Fernando Silveira Camargo, da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, e o chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Roberto Pedroso de Oliveira.


***


Deixe suas sugestões para o mandado em nossas redes sociais: Facebook Instagram Twitter


Mande uma mensagem para nosso WhatsApp: (53) 99945-9045

214 visualizações1 comentário

1 Comment


Unknown member
May 20, 2021

Boa tarde Deputado,


Estranho falar sobre pesquisa de arroz no Rio Grande do Sul e não ser citado o Instituto Rio Grandense do Arroz - IRGA, órgão estadual de ponta na área. O IRGA, nos seus 80 anos de existência, sempre foi a entidade de vanguarda na pesquisa do arroz no nosso Estado. Como representante do povo do Rio Grande, acredito que a melhor política seria o incentivo ao órgão que realmente detém o conhecimento específico da pesquisa do arroz no Brasil. Sugiro a Vossa Senhoria uma visita à Estação Experimental do Arroz e nas demais Subestações de Pesquisa espalhadas pelo território do Estado, para conhecer melhor o trabalho realizado pelos pesquisadores do Instituto..

at.

Jaime Aquino Staffen - Porto…

Like
bottom of page